Estudar inglês na adolescência

por The Language Club / sábado, 11 maio 2019 / Publicado em Comunicados

O inglês, o adolescente, o professor…

É muito comum haver reclamações de adolescentes sobre aulas e de professores em relação a alunos adolescentes. Mas será mesmo que tem que ser assim? Não existiria uma abordagem, um tipo de aula que garantisse a satisfação de ambas as partes?

Não há uma fórmula, afinal, estamos falando de seres humanos e relacionamentos, onde a diversidade impera. Cada um de um jeito e com suas particularidades na forma de se relacionar com o outro.  Mas há, sim, alguns fundamentos que em geral colaboram na formação de grupos eficientes, nos quais o processo de aprendizado é mais prazeroso e os resultados aparecem mais cedo.

São características comuns em boas aulas  de língua para adolescentes:  o planejamento de aulas relevantes, que levam em consideração os interesses dos alunos;  abrir espaço para os alunos falarem sobre o que gostam, falarem de si, contarem o que fizeram, comentarem um show ou filme e darem opiniões em aula; o professor explicar o porquê de determinada atividade ou assunto; envolver os alunos em decisões sobre tópicos e o funcionamento das aulas  e incluir o uso regular de tecnologia no curso.

Tratar o adolescente com consideração e interesse e levar a sério suas ideias e opiniões, assim como ‘os contratos’ acordados em classe é também crucial para que o aluno se comprometa. A negociação contínua entre professor e alunos também faz parte do jogo.

Entre em contato conosco. 

 

TOPO