15 razões para aprender novos idiomas

por The Language Club / terça-feira, 31 maio 2016 / Publicado em Língua e Cultura

Aprender um idioma novo não é apenas uma questão de incrementar suas habilidades, este é um processo de ampliação e até mesmo de auto-conhecimento! Confira esta lista com 15 motivos para aprender uma nova língua!

1. Ampliar a visão de mundo

Aprender uma nova língua é se inserir em uma nova cultura e esse processo nos ajuda a entender melhor as atitudes e comportamentos dos outros, vendo certas coisas sob uma nova perspectiva. Aliás, a forma como cada idioma tá estruturado tem muito a ver com a maneira em que cada povo pensa, né? Sem contar que idiomas estrangeiros nos permitem ficar mais próximos de pessoas de outras nacionalidades, podendo conhecer sua maneira de ser e de pensar e o contexto do seu país.

Também dá pra ler notícias de fontes locais, por exemplo, e ter uma perspectiva distinta sobre fatos de repercussão internacional ou ficar a par de acontecimentos que não chegam por aqui. Com a globalização, a mobilidade das pessoas e as comunicações tornando o mundo cada vez ~menor~, é muito importante conseguir se comunicar com quem está à nossa volta. :)

mapa-pins

  1. Ver a própria cultura de outra forma

Já parou pra pensar que entender melhor o que tá fora nos ajuda a ter uma nova visão sobre o que tá dentro também? Ao conhecer outra língua e cultura, fica muito mais fácil ver sua própria cultura de outra perspectiva. Afinal, consideramos alguns aspectos do nosso idioma e da nossa vida como perfeitamente naturais, quiçá universais, e é importante perceber que não é bem assim. Experiências interculturais, que obviamente são facilitadas quando você fala outras línguas, podem trazer uma visão nova sobre sua própria identidade.

  1. Aumentar a empregabilidade

No mercado atual, são muitas as empresas que fazem negócios com outros países, e nesse contexto a fluência em outros idiomas é uma vantagem óbvia em relação a outros candidatos a uma vaga de emprego. “Ah, mas eu trabalho num lugar pequeno, onde o conhecimento de outras línguas não é essencial no dia a dia”, você pode dizer.

Mesmo nesse cenário, aposto que entre dois candidatos com as mesmas habilidades e experiências, alguém que fala vários idiomas se sobressai. Sem falar nas possibilidades de trazer inovações à sua empresa através da leitura de sites e publicações estrangeiras e do contato com profissionais de outros países, por exemplo. ;)

E quem disse que você nunca vai lidar com clientes do resto do mundo? Com a maravilha da internet é cada vez mais fácil trabalhar de forma remota, trabalhando pra gente de outros países ou atendendo aos clientes brasileiros enquanto você mora em outro país.

4. Se expressar de outras formas

Já tirou onda da cara de um amigo porque ele enfiou uma expressão em outro idioma no meio de uma frase em português? Eu já fiz isso, já fizeram isso comigo… E vamos combinar que trocar “reunião” por “meeting” e quetais não faz muito sentido. :P Mas é fato que existem palavras e expressões que simplesmente não têm tradução e podem nos ajudar a expressar sentimentos e situações pra os quais não encontramos palavras em português. Também tem quem se sinta mais à vontade pra falar de certos assuntos em outras línguas; uma amiga só escreve ~cartas de amor~ em espanhol, por exemplo :P Você só vai descobrir quando começar!

  1. Viajar melhor

É claro que esse item não podia faltar, né? Defendo sempre que desconhecer o idioma de um lugar não é motivo pra deixar de viajar, afinal, existem várias formas de se virar e até mímica serve pra ninguém ter que passar fome. Mas não dá pra negar que aprender o idioma, nem que sejam só algumas frases, pode transformar totalmente sua experiência.

Pra começar, abordar os locais falando a língua deles torna muito mais propícia uma recepção calorosa, desde um sorriso a uma ajuda, dica ou até convite pra uma refeição, quem sabe. ;) Também fica mais fácil evitar as armadilhas “pega-turista”, como pagar mais caro por alguma coisa.

E é claro: conhecendo bem o idioma, você pode ter conversas mais complexas com as pessoas, fazer novos amigos e contatos de trabalho e entender melhor a cultura local. Vai poder participar melhor do dia a dia, compreender a conversa entre o padeiro e os clientes, coisa e tal, além de explorar com mais segurança as áreas com menor estrutura turística. É só amor!

  1. Morar em outro país

Seria incrível se toda pessoa do mundo pudesse passar uns tempos morando fora. A experiência pode ser muito divertida, mas também super enriquecedora, já que nos permite ter uma visão externa sobre o lugar de onde viemos e relativizar muita coisa preconcebida dentro de nós. Mas pra poder realmente viver a realidade de outro país você tem que falar a língua, né?

Saber inglês já te permite viver bem em vários cantos do mundo, mas conhecer o idioma local é ainda melhor. Uma vaga de trabalho na Alemanha, um curso na Argentina, um estágio na Turquia… O mundo reserva várias oportunidades que você pode perder por não falar outras línguas. Mudando isso, você vai ver o mundo se encolher e mil portas (e janelas :P) se abrirem!

  1. Conseguir bolsas de estudos

Nessa história das portas se abrindo tem outro detalhe: se você quer morar fora estudando e não tem grana pra se bancar, vai ter muita dificuldade de achar uma bolsa de estudos que não exija um bom nível do idioma local ou pelo menos de inglês. Costuma-se exigir que você possa acompanhar as aulas e fazer trabalhos, provas, artigos e blablabla sem dificuldade. Nada mais justo, né?

Então já sabe: pode ir metendo a cara nos livros desde já e, quando tiver um bom nível, ir se preparando pra as provas que certificam seu domínio da língua. O The Language Club também oferece cursos preparatório para IELTS e TOEFL, que lhe ajudama conseguir uma bolsa de estudos! Saiba mais clicando aqui.

  1. Fazer amigos

Taí outro ponto que eu acho fantástico: saber outro(s) idioma(s) aumenta muito o número de pessoas no mundo com quem você pode se comunicar. Na Espanha e na França eu fiz vários amigos que não falavam bem inglês, por exemplo, e também já pude me aproximar de gringos que vieram ao Brasil e não falavam português. Nem tenho dedos pra contar a quantidade de pessoas incríveis que não fariam parte da minha vida caso eu só falasse minha língua materna.

E mesmo que você ainda não possa viajar pra o exterior e não conheça ninguém de fora na sua cidade, dá pra fazer amigos do mundo todo pela internet. :) Eles podem te ajudar a praticar o idioma e ensinar muito sobre o lugar de onde vêm. É maravilhoso perceber como somos tão diferentes, mas tão parecidos! <3

  1. Paquerar gring@s

Eu obviamente não tava pensando nisso quando comecei a estudar idiomas aos 7 anos de idade, mas é fato que poder falar com mais gente também significa poder paquerar com mais gente e driblar a concorrência, né? ;) Cansei de ver caras frustrados porque não conseguiam conversar com as gringas que vieram pra Copa e já conheci muitos gringos que eu só descobri que eram interessantes porque podia falar com eles.

Em muitos casos, só por falar o idioma da pessoa e poder conversar com facilidade, deixando-a à vontade e mostrando que você se interessa pelo idioma dela, você já ganha muitos pontos no jogo da paquera. Imagina deixar de descobrir o amor da sua vida por causa de uma barreira linguística? Uma barra. :P

      10. Consumir arte na versão original

Tá certo que existem ótimas traduções mundo afora, mas a primeira vez em que você assiste a um filme, ouve uma música ou lê um livro querido na versão original – e entende as coisas! :P – é emocionante. É massa poder apreciar desde o sentido que o autor queria dar a alguma expressão ao estilo que ele quis imprimir, né?

Afinal, jogos de palavras, metáforas, referências culturais e formulações frasais específicas da língua de origem são difíceis de traduzir. E o melhor é que se você gosta muito de música, cinema ou literatura, por exemplo, isso pode te ajudar a praticar o idioma de uma forma divertida!

 

      11. Exercitar o cérebro

Nesse item tenho até dados científicos pra me balizar, olha só. ;) Segundo pesquisadores, falar uma segunda língua traz vários benefícios cognitivos, como melhoria da memória e da concentração e a redução do risco de declínio cognitivo com o envelhecimento.

Teve até pesquisa que mostrou que aprender línguas altera a massa cinzenta do cérebro da mesma forma em que exercícios físicos nos deixam musculosos. Em outro estudo, uma psicóloga mostrou que falar duas línguas regularmente tem amplas implicações pras habilidades cognitivas, melhorando o desempenho em tarefas não verbais que requerem a resolução de conflitos. Vamos botar esse cérebro pra malhar, né?

 

        12. Ampliar fontes de pesquisa

Se você trabalha com pesquisa acadêmica, ter acesso a literatura em outros idiomas pode fazer uma diferença enorme na sua vida. Na minha pesquisa de mestrado, não sei o que teria sido de mim sem um bocado de livros que só existem em inglês ou espanhol. Sem falar em outros que até foram traduzidos pra outras línguas, mas só tão disponíveis online (de graça ou baratinhos) na versão original. Ah, e também é ótimo poder se comunicar com pesquisadores de outros países, participar de congressos mundo afora e estudar em universidades prestigiadas no exterior, né? Vale muito a pena aprender outras línguas, não só pra passar na prova de seleção da pós-graduação.

 

        13. Entrar em contato com suas raízes

Muita gente no Brasil tem ascendência italiana, espanhola, alemã, japonesa… Se esse é seu caso, que tal tentar aprender a língua dos seus antepassados? Isso pode ajudar a se conectar com suas raízes, entender melhor sua cultura e até facilitar processos burocráticos como tirar a dupla nacionalidade.

 

         14. Perceber que você consegue

Aprender outro idioma é extremamente recompensador. Sair da aula sabendo que você pode se virar sozinho num supermercado na Alemanha ou caso fique doente na França é muito empolgante. Você fica mais confiante por superar o desafio e perceber uma evolução que é fruto da sua dedicação. :) O processo pode ser trabalhoso, mas se tiver determinação e encontrar o método certo, com certeza você vai chegar lá!

          15. Se divertir

E é claro: por mais que você tenha mil objetivos práticos em mente, vai ser difícil aprender uma língua com facilidade se você não se diverte no processo. Absorvemos muito mais rápido aquele idioma que soa bem, que sempre sonhamos em aprender, que atiça sua curiosidade, que é falado pelos artistas que admiramos…

Mesmo se você não tiver uma predisposição natural, dá pra deixar o aprendizado divertido! Procure um curso com uma metodologia que você curta, leve amigos pra fazer aula com você ou encontre livros, músicas e filmes que lhe interessem. Planeje uma viagem pra o país onde se fala a língua, faça conversação online com um nativo. Ria dos seus erros, tente superar a vergonha e aproveite cada conquista. Vai ser massa!

 

 

fonte

TOPO